Todos contra o Bullying

Olá,
Sejam bem vindos ao nosso blog. Ele foi criado com o intuito de ajudar a combater a prática de bullying nas escolas e sociedades em geral. Contamos com a participação de todos vocês para combater este mal que tem prejudicado o desenvolvimento de nossas crianças. Fiquem a vontade para comentar e deixar sugestões sempre que quiserem!

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

DIFERENÇA ENTRE BULLYING E PRECONCEITO


QUAL A DIFERENÇA ENTRE PRECONCEITO E BULLYING?
              Nem toda agressão  na escola é Bullying.
              Preconceito não é Bullying, embora muitas vezes o Bullying aconteça pela não aceitação das diferenças.
              Segundo o dicionário Aurélio, preconceito é a forma de pensamento na qual a pessoa chega a conclusões que entram em conflito com fatos por tê-los prejulgado. Conceito ou opiniões formuladas antes de conhecer bem. Juízo antecipado. Noções de julgamento prévio, desfavorável, efetuado antes de um exame ponderado e completo, e mantido rigidamente, mesmo em face de provas que o contradizem.
              E ainda segundo a Cartilha do Conselho Nacional de Justiça (CNJ)- o termo de origem inglesa e sem tradução no Brasil- Bullying é utilizado  para qualificar comportamentos agressivos nos alunos que se encontram impossibilitados de fazer frente às agressões sofridas.
             Dessa forma, o Bullying, nada mais é que resultado de preconceito e discriminação. E se esse comportamento aparece tão forte num grupo que não se inclui apenas crianças fica evidente que tudo começa fora do ambiente escolar.
              Preconceito e discriminação são um traço cultural do que a criança tem em casa e, quando vai para a escola, leva isso com ela.
 O fato das agressões acontecerem sem nenhum motivo que as justifiquem nos leva a pensar no preconceito. Porém, será que o autor de Bullying escolhe seu alvo por ele ser alto, baixo, gordo, magro, usar óculos ou não? Apenas a aparência é o determinante para um indivíduo se tornar alvo?   
 Pensar deste modo é comum, mas devemos tomar cuidado e entender os reais motivos que levam um autor de Bullying a escolher seu alvo, evitando o preconceito e as rotulações.
                  O Bullying tem como essência o preconceito para com as diferenças do outro. Quando esse preconceito passa a ter um efeito de assédio, moral, físico e até sexual, passando a servir como instrumento de agressão ao outro, é caracterizado o Bullying

7 comentários: